Ganhar massa muscular em pouco tempo – Confira 4 dicas imperdíveis

O número de praticantes de musculação aumenta cada vez mais em todo lugar do mundo. Muitos com a intenção de ganhar um corpo mais saudável e aqueles preocupados mais com a estética, onde desejam saber como ganhar massa muscular em pouco tempo. Porém por não saberem esperar o tempo do crescimento muscular muitos acabam “apelando” para o uso de esteroides e anabolizantes.

Irei apresentar aqui fatores que irão acelerar a sua conquista de hipertrofia muscular. Mas vale ressaltar que o tempo para ganhar massa muscular vária de pessoa para pessoa, respeite o seu tempo.

O certo é que, muitos negligenciam o seu fator genético, ou seja, o biótipo do seu corpo. Este fator é muito importante para saber o tipo de treinamento que deve ser realizado. O biótipo possui em geral três denominações: Ectomorfo, mesomorfo e o endomorfo.

Saiba qual o seu Biótipo

Como ganhar massa muscular em pouco tempo

Ectomorfo: É aquela pessoa magra, que tem uma grande dificuldade em ganhar peso, mesmo comendo o dia todo sem parar. Possui um metabolismo acelerado, o que significa que seu corpo queima mais calorias que o normal.

Mesomorfo: Muitos chamam de “o corpo ideal”, por possuir uma facilidade em ganhar e perder peso. Possui ombros largos, caixa torácica larga e uma cintura estreita que acaba dando aquele corpo fitness que muitos desejam ter.

Endomorfo: Por outro lado, o endomorfo possui um metabolismo lento. Tem uma grande facilidade em ganhar peso, sendo mais gordura do que massa muscular e uma grande dificuldade em perder as gorduras. Possui na maioria das vezes pernas bem largas e é naturalmente pesado. Possui ainda ombros, caixa torácica e cinturas largas.

Tendo como base estes princípios, irei apresentar a vocês fatores para seu ganho de massa muscular. Lembrando que estes devem andar ligados entre si, ou seja, não deixe de fazer um para fazer outro. Dê importância a todos.

4 Principais fatores que ajudaram a ganhar massa muscular em pouco tempo

#1 – Dieta bem elaborada

Se você quer saber como ganhar massa muscular muscular em pouco tempo sem realizar uma dieta específica para a hipertrofia, então dificilmente você atingira seu objetivo.

É a boa alimentação que vai desenvolver seus músculos, por isso saber o que ingerir é muito importante. Então mostrarei para vocês algumas considerações importantes dos três principais nutrientes para nossa dieta.

Como ganhar massa muscular

Carboidratos

É a nossa fonte de energia. O consumo controlado dos carboidratos é a chave de sua alimentação. O consumo tem que vim dos Carboidratos de baixo índice glicêmico.

Na falta deste, você não terá energia para realizar seus exercícios, se o organismo não encontra fontes de energia irá fazer com que as proteínas e lipídeos se tornem como essa principal função, ocorrendo a temível catabolização.

Já no excesso de carboidratos o acúmulo de estoque de gorduras será inevitável.

Então monte uma dieta e saiba a quantidade de carboidratos deve ser ingerida por dia.

Proteínas

A proteína é um elemento básico para construção de músculos. Cuidado com o exagero aqui também, assim como nos carboidratos, o excesso de proteínas pode ocasionar no acúmulo de gordura.

É recomendável o consumo de 2g /Kg de massa magra que possua. Por exemplo: Suponhamos que você pese 80 Kg e tenha um índice de massa magra de 70 kg. Então você deverá ingerir cerca de 140g de proteínas por dia. 70*2 = 140.

Gorduras

Muitos pensam que a gordura deve ser evita ao máximo. Bom, o que deve ser evitado na verdade são as gorduras trans. São provenientes de biscoitos, balas, margarinas, produtos industrializados e dentre outros.

O que deve entrar par sua dieta são as gorduras boas, são exemplos delas o Azeite de Olívia, carnes, salmão, ovos, castanhas e dentre outros.


Você também pode gostar:


#2 – Treinamento

ganhar massa muscular

É aqui a parte mais adorada por todos. Onde ocorre a “dor física” para que o ganho seja evidente. Feito um bom plano de treinamento seguindo destes fatores que apresentei e irei apresentar vocês terão excelentes resultados quanto à hipertrofia muscular.

E aqui devem ser consideradas as seguintes variáveis:

A – Intensidade x Volume

Um treinamento intenso é aquele treino curto, com muitas cargas e baixas repetições, priorizando a execução correta do exercício.

Já um treinamento volumoso é aquele que se prolonga por mais tempo, onde o praticante visa altas repetições e altas quantidades de exercícios. Consequentemente a carga é relativamente baixa.

Há estudos que dizem que é muito mais eficaz um treinamento de curto período com bastante intensidade do que treinamentos de longa duração.

Por outro lado, há estudos que comprovam que treinos volumosos onde levam suas fibras musculares até a falha elevam consideravelmente o ganho de massa muscular.

Então teste em você e veja a qual mais se adapta! Tome cuidado em relação a falha muscular, caso escolha realizar um treinamento de exaustão das fibras musculares, procurem treinar cada grupo muscular 2x na semana!

B – Ciclos

Cada metabolismo trabalha de uma forma diferente, com necessidades distintas de estimulação. Para quem procura ganhar massa muscular em pouco tempo os ciclos de treinamento são muito importantes, pois proporcionam treinos específicos para cada pessoa além de evitar que seu corpo entre em estagnação total (quando seu corpo acostuma com um treino, não evolui mais como antes).

Sua aplicabilidade é simples, após definido um tipo de ciclo, escolha o tipo de treinamento específico que será realizado.

Os ciclos se dividem em:

Microciclo: São as menores unidades do processo de periodização. É composta entre 1 até 4 semanas de treinamento.

Mesociclos: É o conjunto de microciclos, cada mesociclos pode ter duração de 2 a 6 semanas.

Macrociclo: Plano de periodização a longo prazo, composto por vários mesociclos (no mínimo 4).

C – Estresse Metabólico

O que muito acham é que para hipertrofiar, somente devemos realizar exercícios com altas cargas e poucas repetições – Principio da intensidade.

Mas para um desenvolvimento completo, é ideal também é gerar estímulos por exercícios com menor quantidade de peso, mas que exijam uma maior resistência.

Portanto, é sim interessante adicionar aos treinos repetições consideradas baixas, moderadas (6 a 15) e altas (15 a 30), com peso entre 60% a 70% da carga máxima de 1RM em seu plano de treinamento.

Assim além de um corpo bem volumoso, irá ser construído de força e equilíbrio.

#3 – Suplementação

suplementos para ganhar massa muscular

O uso de suplementos alimentares não é obrigatório, porém para ganhar massa muscular em pouco tempo ele se torna uma opção inteligente.

Uso de suplementos como Whey, ou algum derivado de proteínas é de suma importância para aqueles que possuem um baixo apetite , fornecendo nutrientes para o organismo, evitando assim o catabolismo.

Posso citar também a creatina como um importante suplemento nesta jornada, pois ela proporciona alto nível de força, fazendo que você levante cada vez mais cargas altas, trabalhando de uma forma mais eficaz a intensidade do treino.

A maltodextrina pode ser interessante para que o nível de glicogênio esteja na medida possível em seu corpo, dando lhe energia nas horas de suas atividades.

#4 – Descanso

como aumentar os musculos

Acho que poucos sabem, mas o ganho de massa muscular não ocorre durante o treino quando você se sente todo inchado, mas sim na hora que você está descansando, pois o corpo precisa de determinado tempo para regenerar os músculos micro lesionados após o treino.

Portanto se você quer ganhar massa muscular em pouco tempo aqui está uma dica que deve ser levada a ponta da língua, apesar de muitos desprezarem o descanso e realizarem treino dos mesmos grupos musculares várias vezes por semana.

Então durma bem e dependendo do tipo de treinamento e intensidade exercite cada grupo muscular no máximo duas vezes por semana.

Se este artigo “ganhar massa muscular em pouco tempo” foi útil para você,  então compartilhe nas suas redes sociais. Um abraço a todos e até a próxima!

DEIXE UMA RESPOSTA